sexta-feira, 19 de junho de 2009

As perigosas oscilações de glicemia - Parte 2


SARA MOREIRA LIMA VERDE

Especialista em Nutrição Clínica e professora do Curso de Ciências da Nutrição da Universidade de Fortaleza (Unifor)

Como podemos regular a glicose sangüínea?

Temos duas formas de trabalhar no controle da glicemia através da alimentação. A primeira é substituir os carboidratos simples por alimentos fontes de carboidrato complexo, ricos em fibras que ajudam a glicose a ser absorvida lentamente. Outra é trabalhar o índice glicêmico dos alimentos.
Quais são esses carboidratos simples e os complexos?

O carboidrato simples está presente no açúcar refinado, doces, pão branco, etc. O arroz integral é um exemplo de alimento com carboidrato complexo, assim como o pão integral. Associado aos legumes, hortaliças e frutas, conseguimos um teor de fibras interessante na alimentação, que contribui para a regulação da glicemia.
Por que se resiste tanto à mudança alimentar?
Porque as guloseimas são ´tentadoras´ em aparência e sabor e há um forte apelo da mídia em direção a esses alimentos. Além disso, os aspectos sociais e emocionais da alimentação não podem ser deixados de lado, pois é ao redor de uma mesa que as grandes comemorações são feitas, sempre acompanhadas de deliciosas preparações. As pessoas deveriam ser preparadas desde cedo para fazerem escolhas inteligentes .
Ingerir fruta é melhor do que o suco?
O consumo de uma fruta como a laranja, quando ingerido o bagaço, está associado ao consumo das fibras. Esses nutrientes promovem um aumento lento da glicemia pós-prandial. O suco da laranja promove um aumento mais rápido dessa glicemia pela ausência das fibras e pelas quebras da estrutura molecular, o que de forma simples, deixa o carboidrato ´mais livre´. Essa capacidade de aumentar a glicemia é chamada de índice glicêmico dos alimentos. É mais interessante consumir a fruta. O preparo também altera o índice glicêmico.
O que altera na nutrição de um indivíduo diabético?
Pessoas com diagnóstico de diabetes devem ser acompanhadas por médico e nutricionista. É preciso que o uso dos seus medicamentos tenha relação direta com a quantidade de carboidrato que ele ingere em cada refeição. Deve ser um acompanhamento individualizado.
Há alimentos milagrosos?
É bom que se diga, a alimentação não faz milagre sozinha, em termos de saúde. Manter um estilo de vida saudável, com atividade física e sono regular também é muito importante.
Fazer exercício físico sem ingestão de carboidrato antes é prejudicial à saúde?
O jejum antes da atividade física não é benéfico. Consumir uma fonte de carboidrato antes, como uma banana, faz com que não seja quebrada proteína muscular em alta intensidade. Portanto, é importante sim esse consumo antes da atividade física regular.
Uma vida mais doce
Eliminar o desejo de beliscar entre as refeições é um dos saldos de quem segue uma alimentação equilibrada. Isso porque o consumo de alimentos do grupo que mantém estável os níveis de açúcar no sangue ajuda a prevenir a resistência a insulina.
Estes alimentos normalmente são grandes fontes de fibra solúvel, como os grãos (arroz integral, cevada, aveia); feijões e vagens (branco, preto, jalo, roxo, lentilha, grão-de-bico); hortaliças (brócolis, couve-de-bruxelas, cenoura, berinjela, jerimum) e as frutas (maçã, laranja, ameixa, pêra).

Quanto mais integrais e não processados forem ingeridos os alimentos, maiores serão seus recursos de fibras solúveis. Explicações pormenorizadas sobre os problemas causados pelo descontrole da glicose no sangue, além de dicas e receitas práticas de refeições podem ser encontradas por quem deseja fazer uma mudança alimentar, por exemplo, na obra recém-lançada pela Seleções Reader´s Digest, ´Alimentos Mágicos - para controlar sua glicose´.

Ciência da Nutrição
Fundamentado na recente Ciência da Nutrição, o livro indica 57 alimentos que auxiliam a manter a saúde. Inclui estratégias que ajudam tanto a quem deseja perder peso como quem já possui diabetes. No primeiro caso, manter a sensação de saciedade pode ser conseguida pela ingestão adicional de proteínas. Desta forma, o organismo será estimulado a queimar um pouco mais calorias do que os carboidratos e gorduras. O fato é que se ingere muito mais calorias do que se utiliza, a maioria, de carboidratos extras.

A nutricionista e professora da Universidade de Fortaleza, Sara Moreira Lima Verde destaca que a alimentação não é a vilã dos desajustes atuais da saúde, como se propaga. ´Antes, as crianças subiam em árvores, brincavam nas ruas, corriam soltas. Hoje ficam em casa, jogando videogame, diante do computador ou vendo televisão. Evidente que não necessitam dessa quantidade enorme de calorias que ingerem´.

Sara e seus colegas do Curso de Ciências da Nutrição, da Unifor, contextualizam o momento atual como gerador de uma verdadeira ´esquizofrenia da alimentação´, uma vez que enquanto se propaga a conquista do corpo magro (como o de Gisele Bündchen), se estimula a garotada a permanecer inerte, diante dos eletrônicos, vendo propagandas de ´junk foods´ (porcarias).
As mudanças não passam somente pela ingestão de alimentos mais integrais, na perspectiva da nutricionista, mas à redução da quantidade de calorias ingeridas ao longo do dia e início de uma atividade física regular (aumento-se gradativamente seu ritmo). ´O resumo de uma alimentação equilibrada pode ser visto em um prato colorido, com alimentos de diferentes grupos, como arroz, feijão, bife, beterraba, cenoura, alface, tomate. A variedade de cores indica um número maior de nutrientes por refeição´, ensina, reforçando que todos esses alimentos são também funcionais, pois comportam outras funções além de saciar a fome.

Um comentário:

  1. MEIA MARATONA DAS CATARATAS DO IGUAÇU

    Uma das mais exuberantes corridas do planeta!
    (5 de julho de 2009)

    SITE OFICIAL - meiamaratonadascataratas.com.br

    MSN - meiamaratonadascataratas@hotmail.com

    ResponderExcluir